DropsAbrasel no RS teme o futuro do setor com mais uma paralisação nas atividades

24 de junho de 2020por Artesania0
https://machadofranca.com.br/wp-content/uploads/2020/06/abrasel.jpg

Frente ao novo cenário de Porto Alegre, com o estabelecimento da bandeira vermelha e o novo decreto do Executivo Municipal, que volta às restrições de março, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Rio Grande do Sul (Abrasel no RS) teme qual será o futuro do setor e principalmente uma nova onda de demissões e fechamentos de estabelecimentos de forma definitiva.

“O que mais temíamos aconteceu. O setor de alimentação, um dos mais atingidos pela pandemia, vivia um cenário de incertezas quanto à continuidade dos negócios. Agora, com o retrocesso ao decreto de março, só piora nossa situação que já estava difícil”, lamenta Maria Fernanda Tartoni, Presidente da Abrasel no RS.

Conforme a entidade, os associados, que ainda estavam operando após as crescentes mudanças sobre o funcionamento das operações, tinham retirado os funcionários da suspensão, repuseram estoques de alimentos perecíveis e estavam se adaptando à nova forma de consumo. Ainda, todas as medidas e protocolos de seguranças estavam sendo seguidas rigorosamente junto às boas práticas de higienização que já faziam parte da rotina de um restaurante e foram redobradas.

“Fizemos de tudo para manter nossos clientes em segurança e mesmo assim fomos proibidos de fazer atendimento. Ir a um restaurante era mais seguro do que ir em uma praça e ou parque, onde tem aglomeração e não usam máscaras, e até mesmo em um supermercado que tem um grande fluxo e circulação de pessoas”, ressalta Maria Fernanda. A Presidente também destaca que o delivery, take away ou pegue e leve não são um meio de subsistência suficiente para muitos restaurantes, pois não geram capital que permita manter a operação ativa.

Para auxiliar o associado nesta readequação, a Abrasel no RS disponibilizou guias, cartilhas e documentos com orientações jurídicas, comerciais e econômicas, alternativas para garantir os funcionários no quadro operacional, formas de reduzir custos, negociar aluguéis, operar com delivery e take away, e até mesmo como repensar o cardápio para atender opções com maior custo-benefício.  

Segundo a Presidente, o setor está na expectativa da prorrogação da MP 936, que será fundamental para garantir o emprego de milhares de pessoas. Ainda, os associados buscam por alternativas de linhas de crédito possíveis de serem pagas para prosseguir com a operação.

“A Abrasel está extremamente preocupada com o futuro do nosso setor. A nossa situação está bastante grave. A partir de quinta-feira estaremos em um novo cenário de readaptação com o agravante de já estarmos debilitados com o fechamento anterior. Mas torcemos para que os restaurantes consigam sobreviver a mais esse retrocesso”, finaliza a Presidente da Abrasel no RS.

 

Fonte: Abrasel no RS

Avatar

Artesania

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Required fields are marked *

https://machadofranca.com.br/wp-content/uploads/2019/10/machado-franca-logo-degrade-h-full-640x206.png

Escritório especializado em Direito do Trabalho para empresas na Região Metropolitana de Porto Alegre.

Entre em Contato

Avenida Açucena, 550
Canoas – RS
CEP: 92025-840